Posts Tagged ‘capas

09
mar
09

Lego – Covers – Capas – Beatles

Capas dos Beatles em versões com Lego.

modelo 2x4

modelo 2x4

O nome Lego remonta a infância de mais de três gerações. A partir de 1958 um modelo de tijolos de plático foi criado tendo como requitos: proporcionar diversão ilimitada; estimular a imaginação, a criatividade e o desenvolvimento de crianças de todas as idades; ser seguro e ter qualidade. Explodindo nos anos 60, o Lego é um daqueles clássicos que não se desgastam. Seu nome também é um achado e tanto! Em dinarmaquês, língua do artesão/carpinteiro criador das peças Ole Kirk Christiansen, quer dizer “brincar bem”, em latim, “eu armo” “eu junto”, hoje tudo isso faz sentido em mais de 140 países.

Segundo o Departamento de Matemática da Univarsidade de Copenhagen, com seis peças de Lego (2×4) são possíveis 915.103.765 combinações. Com um pouco mais de peças é possível fazer coisas execepcionais, como as recriações de capas clássicas com essas:

Abbey Road

Abbey Road

A Hard Days Night

A Hard Days Night

Le It Be

Le It Be

Revolver

Revolver

Please Please Me

Please Please Me

Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band

Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band

Yellow Submarine

Yellow Submarine

No site The Toy Zone você pode ver vinte capas essas e mais 13 capas recriadas com peças de Lego.

Anúncios
20
fev
09

Pegando pesado

Beth Ditto (The Gossip) sai nua na capa da Love Magazine de março.

Muita gente já deve ter visto essa foto, por isso e por outras, eu estava evitando postar sobre, mas The Gossip salvou minha primeira noite de carnaval. Estava eu sozinho, vasculhando minha biblioteca e em meio ao tédio nada me satisfazia, nada. Em um insight ridículo baixei Standing in the Way of Control (The Gossip – 2006) e não consegui deixar de repetir a faixa-título algumas vezes.

bethdittogossip

Com mais de 200 quilos essa não é a primeira vez que tira as roupas para uma revista, seu corpo já pode ser visto na revista gay On Our Backs. Beth Ditto começou a chamar atenção come esta música em 2006. “Standing in the Way of Control” é uma resposta ao governo que negava o direito ao casamento para os gays. Beth é lésbica e se relaciona com um transmen (F2M – ou Female to Male).

“Nobody in the States was that surprised or shocked by what Bush did, but it made everyone I know feel helpless and cheated, I wrote the chorus to try and encourage people not to give up. It’s a scary time for civil rights, but I really believe the only way to survive is to stick together and keep fighting.” [Beth diz para o I Like Music]

Até um ano atrás, Beth escrevia para uma coluna no jornal The Guardian. Para ler a opinião dela para outros temas acesse What Would Beth Ditto Do?

Eu queria muito muitas coisas, entre elas ler a matéria inteira da Love sobre ícones de gerações e postar o vídeo de “Standing in the Way of Control” ao vivo em Liverpool, porém, o vídeo está impedido de ser exibido pela internet brasileira, salvo no site da banda. [a versão que nós podemos assistir no youtube é de baixíssima qualidade mas não dá para incorporar, estou tentando postar uma que depois de muito esforço achei no vodpod, espero que vocês consigam assistir e gostem]

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Pensei em colocar o clipe normal ou outras gravações ao vivo, o fato é que Beth não se intimida por seus quilos a mais e gasta muita energia em cima do palco, a apresentação que foi gravada para o novo CD/DVD da banda é memorável e contagiante. A forma com que ela se comunica com o público e como comanda o show é arrebatadora.

Artista de peso: [wikipedia]

2006 – NME – A pessoa mais mais do mundo do rock (Coolest Person In Rock)

2007 – NME Awards – A mulher mais sexy do ano (Sexiest Woman Of The Year) – indicação

2008 – Glamour Awards – Artista internacional (International Artist Of The Year)

13
fev
09

Yeah Yeah Yeahs vs. Tom Zé

Está chegando o novo do trio nova-iorquino. Na verdade, o disco It’s Blitz! sai oficialmente dia 14 de abril, se a internet não antecipar. Enquanto isso, apenas informações oficiais, como a capa do primeiro single, que será “Zero”.

Zero x Todos os Olhos

Zero x Todos os Olhos

Essa capa me lembrou uma capa muito premiada do disco Todos os Olhos(1973), do Tom Zé. mas a capa dos americanos é muito mais fácil de deduzir e com significados mais diretos, memso assim, elas continuam mais parecidas do que o brasileiro pode prever. Com uma foto polêmica, inexplicávelmente passou pela censura da ditadura. Veja a história da foto de Reinaldo Moraes, publicada na CartaCapital [clique aqui para matéria completa]:

“Procura-se um motel. Na São Paulo de 1972 isso não é lá tão fácil de encontrar. O jeito é pegar a rodovia Raposo Tavares e afastar-se alguns quilômetros da cidade para estacionar o Fuscão 1500 bordô ao lado de caminhões que descansam sob a placa “Retiro Rodoviário”. O rapaz tem 22 anos, é cabeludo, usa faixa na cabeça e calça boca-de-sino. A moça tem vinte e poucos, é bonita, loira de cabelos compridos, tem os olhos claros, pinta de hippie e, assim como ele, é fã da Tropicália. Acessórios trazidos: uma máquina fotográfica alemã Praktika sem flash, quatro filmes Kodacolor ASA 100, dois abajures com lâmpadas de 100 W, fortíssimas, e uma caixa de… Bolinhas de gude?

Tempo de ditadura. Toda a produção cultural, letras, músicas e arte-final do LP passam por censores antes de ir às lojas. Apesar da noite no “Retiro Rodoviário” não ser a única necessária para conseguir a foto da capa do disco, um ano depois dela Todos os Olhos vem ao mundo.

Os censores não atinaram para o que seria aquele fundo róseo com uma gema ao centro. Ainda bem. Tom Zé, o artista tropicalista, sabia que a circunferência no centro da capa era uma bolinha de gude. A repousar sobre uma parte verdadeiramente íntima do corpo humano, aquela mais abaixo do final das costas.

Aos 22 anos, e diante de tamanha missão, Reinaldo pensa em Vera (nome fictício), uma namorada bissexta, para modelo. Aproveitando um clima de reconciliação, lança um “’sabe o Tom Zé?”’, para introduzir o assunto.

A sessão de fotos. No quartinho mal-arrumado do motel, Vera, empolgada, deita-se de costas na lateral da cama. No chão, as bolinhas de gude. Reinaldo posiciona os abajures na diagonal, de modo que a luz incida diretamente sobre o alvo. A lente é uma de 50 mm colocada no avesso para fazer a função de macro, e fica a apenas 20 centímetros do corpo da garota, já quase de cabeça para baixo.

Começam os problemas técnicos. A bolinha não pára. Cai, rola costas abaixo. Tentam-se novas posições. E mais outras. Nada da bolinha estacionar. Reinaldo descreve o desconforto:

– Ela ficou constrangida, quis parar, mas eu estava obstinado. Continuamos tentando. Foi bem complicado…

A bizarra cena transformou-se em mal-estar. Quando beirava o insuportável, uma das bolinhas parou quieta. Reinaldo descarregou cliques. Consumiu todos os filmes. Testou velocidades, posições da luz, enfim. Fez-se de tudo, menos sexo. Deixaram para trás um quarto cheio de bolinhas pelo chão, sem coragem de se olhar nos olhos.

– ‘Foi uma atitude poética. Como foto, algumas ficaram ótimas. Mas, mesmo nas melhores, era evidente do que se tratava.’

Décio e Marcão, o diretor de arte da agência, ficam desolados. Décio, então, pede nova tentativa ao assistente. E lá vai Reinaldo falar de novo com Vera sobre Tropicalismo… Desta vez, nada de motel. Vão à casa de uma amiga. E, antes que repetissem a luta contra a obviedade fisiológica, uma nova idéia.

Vera tem a boca grossa. Lábios cheios de carne bem rósea. Vale tentar. Ela topa. Prefere. Senta-se no chão com a cabeça jogada na cama e faz biquinho. Uma bolinha é colocada e dali não sai. Os lábios contraídos formam frisos que em muito se parecem com o que devem parecer. Uma única série de cliques basta para, finalmente, realizar a idéia de Pignatari.

Aquele não era tempo de Photoshops, e a imagem é impressa sem retoques. Uma boca se fazendo passar por seu extremo oposto. Simples assim. Nos créditos do LP (reproduzidos em sua reedição em CD) constam: direção de arte de Marcão, fotografia de Reinaldo Moraes. Continue lendo ‘Yeah Yeah Yeahs vs. Tom Zé’

08
jan
09

Bush – Capa da RS americana

25330485-25330487-large

Illustration by Tim O’Brien. Based on photograph by Shawn Thew/EPA/Corbis




Principais mensagens

coverblog

escolta alternaniva

Na telha

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

BlogBlogs

Adicionar aos Favoritos BlogBlogs
Yoomp

StatCounter

free hit counters