03
dez
09

Câmera Moderna

A Campus Party é conhecida, principalmente, por reunir gente que gosta de tecnologia para falar sobre tecnologia e aprender ainda mais sobre.

Para quem não conhece o evento, as coisas estão divididas por campos de interesse: Blogs, Música, Vídeo, Fotografia, Design, Modding, Robótica, Games, Simulação e Software Livre são alguns exemplos. E visitando a página de cada àrea você encontra as atualizações e atrações do que os campuseiros vão encontrar entre os dias 25 e 31 de janeiro.

Para minha surpresa, uma das atrações de Fotografia é a “câmera escura”, moderno não? Sim, se levarmos em questão que ela foi criada na Idade Moderna, que na verdade não tem uma datação bem definida, mas algo entre o século XV e o XVIII.

Há quem aceite que os Tempos Modernos ainda não acabaram, e seguindo essa concepção talvez seja mais aceitável a presença de antepassados da fotografia em um evento que na maioria das reuniões fala sobre o futuro digital.

Há também quem lembre que o conceito de câmera escura foi construído por Aristóteles (a.C.), mas os usos dessa tecnologia para a pintura e fotografia são descritos por Giovanni Baptista Della Porta em textos publicados em 1558 (Idade Moderna).

A câmera escura (ou obscura), fundamental para a fotografia, é sobretudo um sistema de projeção. Raios de luz através de um oficío trazem imagens de fora para dentro de um espaço escuro, assim como o nosso olho faz. Nos primórdios dessa tecnologia, as imagens eram projetadas – de cabeça para baixo – em uma parede. Como uma tendência que continua ainda hoje, as câmeras foram diminuindo e ganharam lentes.

A idéia é simples. Os campuseiros (que devem ter mais de 18 anos), nerds em sua maioria, devem lembrar-se, se não idolatrarem, do Beakman. Ele já ensinou como fazer uma com caixa de papelão:

Primeiro, a câmera foi usada para ajudar os pintores, que tingiam os traços projetados. Até que os alquimistas descobriram que a luz podia gravar imagens em uma placa de cloreto de prata.

A cidade de São Francisco mantém uma câmera escura gigante que projeta as imagens da costa da Califórnia.

Com essa tecnica de captão de luz, surgiram as câmeras pinhole, e mesmo com toda a nossa modernidade digital, a quem ainda faça belas fotos com latas de alumínio. Os mais saudosistas comemoram o Pinhole Day no dia final de abril de cada ano. (Os interessados por projetos brasileiros que trabalham com este tipo de fotografia podem procurar por “lata mágica“).

Foto: Geert van Hurck

Serão muitos curiosos em dos maiores eventos de tecnologia, vendo algo de uma história remota, que se desenvolveu e chegou na era digital, lembrando-se que a base é sempre a mesma, a captação da luz. A luz que, para alguns, é o marco da Criação do Mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Principais mensagens

coverblog

escolta alternaniva

Na telha

BlogBlogs

Adicionar aos Favoritos BlogBlogs
Yoomp

StatCounter

free hit counters

%d blogueiros gostam disto: